Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/9088
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSilva, Wagner Barreto da-
dc.contributor.authorGreco, Raphael Luiz França-
dc.date.accessioned2021-05-18T16:30:15Z-
dc.date.available2021-05-18T16:30:15Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.urihttp://bdex.eb.mil.br/jspui/handle/123456789/9088-
dc.descriptionDissertação (Mestrado em Engenharia Cartográfica)pt_BR
dc.description.abstractEste estudo avalia o desempenho do método Superpixel based color topographic map segmentation (SCTMS) e compara-o com uma classificação utilizando abordagem por vizinhança, aplicando-os em cartas topográficas matriciais retiradas do banco de dados geográficos do eército. Este método é composto de detecção de bordas pelo método da dupla cor oponente, seguido de segmentação por crescimento de bacias com união das mesmas, para geração de superpixels, a partir do cálculo dos parâmetros: média, desvio padrão, suavidade e entropia. O método é concluído com uma classificação via máquina de vetor suporte (SVM), utilizando as imagens em superpixels da etapa de segmentação. A abordagem por vizinhança utiliza os mesmos parâmetros, contudo através de convoluções com janelas quadradas de dimensões 3, 7 e 11. A fim de estimar os parâmetros do classificador, foi utilizada a concatenação de grid-search com k-fold cross-validation. Para identificar o impacto dos parâmetros das etapas de detecção de bordas e segmentação por superpixel, testaram-se 24 conjuntos de parâmetros. Os testes foram realizados em seis recortes de cartas topográficas nas escalas 1:25.000, 1:50.000 e 1:100.00. Para avaliação dos resultados, elaboraram-se as matrizes de confusão para cada classe (definidas de acordo com suas características dentro das cartas topográficas) comparando a classificação por SVM com uma classificação manual, utilizada como referência. A análise dos resultados indicou que a abordagem por vizinhança fornece melhores resultados que o SCTMS, sendo preferível sua utilização para realizar extração de feições em cartas topográficas matriciais com finalidade a facilitar futuras vetorizações automáticas.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectExtração de feiçõespt_BR
dc.subjectCarta topográfica matricialpt_BR
dc.titleExtração de feições em carta topográfica matricialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.rights.licenseEste exemplar é de propriedade do Instituto Militar de Engenharia, que poderá incluí-lo em base de dados, armazenar em computador, micro filmar ou adotar qualquer forma de arquivamento. É permitida a menção, reprodução parcial ou integral e a transmissão entre bibliotecas deste trabalho, sem modificação de seu texto, em qualquer meio que esteja ou venha a ser fixado, para pesquisa acadêmica, comentários e citações, desde que sem finalidade comercial e que seja feita a referência bibliográfica completa. Os conceitos expressos neste trabalho são de responsabilidade do autor e dos orientadores.pt_BR
Aparece nas coleções:DCT: IME: PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Raphael Greco 2017.pdf14,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.